Como cuidar da Flor do Natal

FLOR DO NATAL – COMO CUIDAR E CULTIVAR EM 05 PASSOS

A poinsétia, também conhecida por bico-de-papagaio, rabo-de-arara, papagaio, cardeal, flor-do-natal, estrela-do-natal é uma planta originária do México. O seu nome científico é Euphorbia pulcherrima, que significa “a mais bela das eufórbias”.

É uma planta muito utilizada para fins decorativos, especialmente na época do Natal, devido às suas folhas semelhantes a pétalas de flores vermelhas. Como é uma planta de dia curto, floresce exatamente no solstício de Inverno no Hemisfério Norte que coincide com o Natal no Brasil.

Porém, é comum achar que as partes vermelhas são as flores, quando na realidade, elas são falsas-flores ou brácteas modificadas que envolve e protege as flores amarelas e pequenas localizadas no centro das brácteas. 

Deve-se ter atenção apenas com a seiva leitosa da planta, constituída por um tipo de látex irritante, que em contato com a pele e mucosas provoca inflamações e dor, podendo causar também irritação nos olhos, lacrimejamento, inchaço das pálpebras e dificuldades na visão. A sua ingestão pode causar náuseas, vómitos e diarréia. É falso, no entanto, que possa provocar a morte.

1º PASSO: CULTIVO

É importantíssimo mudar a Flor-de-Natal de vaso, pois a mesma é comercializada em substratos. O substrato é um produto, utilizado apenas para substituir a terra.  É leve, poroso, não retém umidade, não possui nutrientes e muito menos, condições das plantas crescer fora da casa de vegetação onde são desenvolvidas. Dessa forma sua validade ou tempo de sobrevivência é muito baixo. É uma planta arbustiva que, se houver espaço, pode crescer até 3 metros de altura.

2º PASSO: PLANTIO

O vaso para plantio deve ser maior que o vaso onde a planta está para que ela cresça de forma saudável. O plantio da Flor-do-Natal pode ser feito diretamente em um Condicionador de Solo “Classe A” Terral Flor. O Terral Flor é um condicionador de solo orgânico rico em nutrientes, matéria-orgânica e granulometria específicos para o florescimento das plantas envasadas. A drenagem do vaso deve ser feita utilizando manta bidin, argila expandida, brita ou outro produto drenante. Após colocar o elemento drenante, deve-se colocar o Terral Flor até a metade do vaso, colocar a planta no centro do vaso, completar e apertar levemente o condicionador para que a Flor-do-Natal fique firme no vaso. Após o plantio, deve-se molhar o vaso, para hidratar a planta.

3º PASSO: CONDIÇÕES IDEAIS DE CRESCIMENTO

Sol: Nativa do México, a Flor-do-Natal é uma planta de sol, devendo-se ficar diretamente exposta ao sol para crescer saudável e bonita.

Vento: Assim como outras plantas, a Flor-do-Natal não tolera correntes de ventos o que pode ocasionar a sua desidratação.

Água: a Flor-do-Natal deve ser regada apenas quando a terra está seca. Com a falta de humidade planta tende a murchar e a recuperação é lenta. O estresse hídrico facilita o ataque de pragas, cochonilhas e os pulgões, prejudicando ainda mais o crescimento das plantas.

4º PASSO: ADUBAÇÃO

A Flor-do-Natal responde muito bem quando recebe adubação foliar. Seu crescimento pode ser acelerado, suas folhas ficam mais brilhantes e duradouras. O ideal é utilizar produtos com todos os nutrientes na sua composição. Como por exemplo, o Biofert Universal. Deve-se apenas, seguir as instruções contidas no rótulo do produto.

5º PASSO: CONTROLE DE PRAGAS

A Flor-do-Natal, assim como todas as plantas, está susceptível ao ataque de pragas e deve ser feito o controle orgânico das mesmas. Se as pragas forem lesmas e caracóis, o produto indicado é o lesmicida orgânico Ferramol. Para cochonilhas e pulgões, o ideal é o Inseticida orgânico de combate Spruzit, controla a praga por contato e deve ser aplicado em toda a planta para evitar que as larvas das cochonilhas (invisíveis aos nossos olhos) formem novas colônias. Para insetos voadores, as armadilhas amarelas são atrativos naturais devido à coloração amarela das placas, que atrai os insetos voadores, que  após o pouso ficam grudados. Utilize produtos orgânicos e mantenha suas plantas lindas e saudáveis.

Fonte: Matéria e foto retirada do site terral.agr.br

Compartilhe nas redes sociais